Perfil

SIC Radical

Podcast

  • Sobre o “like” de Papa Francisco no Instagram: “Estão a cascar no homem? É humano!”

    Podcast

    Carla Quevedo irrita-se com o desconhecimento total sobre a origem do contágio do novo coronavírus em Portugal e na Europa e com a reação de espanto perante o “gosto” da conta oficial de Papa Francisco no Instagram em publicação de modelo brasileira em lingerie. "A pessoa que fez like é humana". Luís Pedro Nunes diz estar “a viver na ansiedade constante porque a pandemia é amiga da incerteza” e confessa já estar a antecipar com prazer as viagens de 2025. Joana Marques traz-nos a conhecer o submundo da coleção de miniaturas do Lidl e irrita-se com anúncios de antigripais sem referências à pandemia. Por fim, José de Pina fala da dessincronia entre a ficção e a realidade nas narrativas contemporâneas. O comentador critica a adaptação [ou falta dela] da “nova realidade” ao cinema e à televisão.

  • Irritações: "O Instagram tornou-se no grande caçador de prevaricadores"

    Podcast

    Luís Pedro Nunes acredita que - o que era antes a janela para a vaidade -, neste momento, o Instagram tornou-se na verdadeira app de controlo do vírus. O comentador traz-nos o exemplo de Rita Pereira no Grande Prémio de Portugal em Fórmula 1 em Portimão e o polémico jantar num clube de luxo de Paula Amorim. "A vida social tornou-se um perigo para os privilegiados..." Carla Quevedo irrita-se com a "estranha vigilância" que se impõe no uso das máscaras. José de Pina questiona o eventual regresso de Cristino Ronaldo aos relvados. "O bicho não larga o melhor do mundo. Deve ser un fã." Por fim, Joana Marques comenta a recente manifestação no Rossio contra o uso obrigatório de máscara imposta pelo governo e uma recolha de alguns argumentos usados pelos manifestantes para justificar a resistência. Com moderação de Pedro Boucherie Mendes, o episódio foi emitido a 30 de outubro na SIC Radical

  • Podcast Irritações: a cultura do ´cancelamento`, "uma cultura de incompreensão."

    Podcast

    “Não chega a retirada da capa, querem que a revista feche.” Luís Pedro Nunes irrita-se com as exigências dos indignados com uma das quatro capas da edição julho/agosto da Vogue Portugal. Carla Quevedo, sobre o mesmo tema, comenta: “É um disparate total. Já não há liberdade de interpretação.” José de Pina considera a recente abertura do museu do Louvre e da National Gallery “a destruição do que é um museu.” O convidado especial, José Maria Pimentel, traz-nos três desvantagens práticas do seu próprio nome.

  • Irritações: “Se tem gato, então não consegue engatar mulheres? Isso é altamente preconceituoso”

    Podcast

    Luís Pedro Nunes reage a um estudo recente que conclui que fotos com gatos diminuem as hipóteses de um homem conquistar uma mulher: “Isso reflete o machismo das mulheres.” Carla Quevedo comenta a notícia sobre a concentração no Porto contra a vandalização de estátuas: “Irritou-me que a notícia fosse exclusivamente sobre o distanciamento social.” José de Pina irrita-se com o facto de o suspeito do desaparecimento de Maddie McCann, Christian Brueckner, ter o mesmo apelido que o seu compositor favorito.

  • Podcast Irritações: “[O Boris] é um 'palhaçote' que não consegue viver sem as ideias do Cummings”

    Podcast

    José de Pina comenta a polémica à volta do assessor de Boris Johnson, Dominic Cummings, que desrespeitou as regras do confinamento: “É uma falta de respeito para com os britânicos”. Carla Quevedo 'reage às reações', homenagens e epitáfios dos internautas sobre a falsa notícia da morte de Ribeiro Teles: “Foi uma fossanguice para ser o primeiro”. Depois de um dia de praia, Luís Pedro Nunes traz-nos conclusões pouco animadoras.

  • Irritações: “[Marcelo] não é o presidente dos afetos, mas o presidente 'Chico Zé' da taberna”

    Podcast

    Luís Pedro Nunes reage à atitude do Presidente da República ao ignorar as regras de distanciamento e beber cerveja com um grupo de motards: “é o tuga-mor, aquele que incorpora todos os defeitos dos portugueses”. Afonso Reis Cabral comenta as ideias de que a covid-19 tem um propósito e um desígnio de 'contra-ataque da natureza': “a natureza não existe, não existe uma identidade”. Carla Quevedo apela à paz no desconfinamento e José de Pina irrita-se com estafetas da Glovo que trabalham para a Uber Eats.

nas redes

pesquisar