Perfil

SIC Radical

Japonês é pago para não fazer nada: "É engraçado e triste. Não está a inovar em nada"

"Ouvir o que os outros têm para dizer, dar respostas simples ou simplesmente estar presente", um serviço de aluguer do jovem japonês Shoji Morimoto que já gerou milhares de pedidos desde a sua anúncio. Carla Quevedo irrita-se com a “inovação” de negócio: Ser pago para não fazer nada. “É num bocado a profissão mais velha do mundo. Não está a inovar em nada”.

nas redes

pesquisar